RESOLVI ME MAQUIAR E OLHA O QUE ACONTECEU

POR

Bom, quem me acompanha pelas redes sociais sabe que sou apaixonado por maquiagem. Ao contrário do que muitos pensam, a maquiagem entrou em minha vida para devolver a auto-estima que a acne havia levado. Demorei muito tempo para iniciar um tratamento de pele, o que resultou em cicatrizes que carrego comigo até hoje. Sim, antes da maquiagem me sentia feio e desprotegido.

O primeiro passo foi uma base para corrigir a vermelhidão da minha pele, depois passei a usar corretivo para disfarçar espinhas e manchas mais acentuadas. Tomei gosto pela coisa. Investi em pinceis e produtos que aumentam a durabilidade da maquiagem. Entendi quais produtos se adaptavam melhor ao meu rosto e que a preparação de pele é tão importante quanto a finalização da maquiagem.

Passei a me preocupar mais com meu cabelo. Entendi que fazer a sobrancelha não é coisa de mulher. Busquei alternativas e tratamentos para rejuvenescer minha pele, pois toda a medicação usada para combater a acne também causou alguns efeito colaterais. Aprendi a cultivar minha barba, pois somente os fios mais longos preenchem as indesejáveis falhas. Eu corri atrás!

Corri atrás daquilo que me fazia bem e me trazia confiança. Ignorei críticas e piadas. Ignorei pessoas que tentavam me menosprezar, achando que meu excesso de vaidade era algo fútil, que não estava diretamente ligado ao meu bem estar. Recuperei minha confiança, minha auto-estima e meu bem-estar. Passei a ser respeitado e até me tornei uma referência, acredita? Tudo isso graças a tão polêmica maquiagem.